Categorias

Slide

728x90


* Essa postagem contêm discussões sobre os episódios da série 13 Reasons Why *

Dia 31 de março a Netflix lançou a série 13 Reasons Why, uma adaptação do romance Thirteen Reasons Why escrito por Jay Asher. A série conta a história de Hannah Baker, uma menina que se muda de cidade e ao chegar nesse novo território experimenta todos os tipos de violências e violações, que acabam por resultar em sua morte. Hannah deixa 13 fitas, com 13 razões que explicam sua morte. Abordaremos agora, as razões de Hannah em suas duas primeiras fitas:

1° FITA: Hannah Baker sofreu Bullying. Em sua primeira fita, Hannah trás a primeira forma na qual foi violada, que foi através do  Cyberbullying. O artigo "Cyberbullying: its nature and impact in secondary school pupils" publicado em 2008 no The Journal of Child Psychology and Psychiatry da ACAMH The Association for Child and Adolescent Mental Health, trás a seguinte definição: "Nos últimos anos, o bullying através de meios eletrônicos, especificamente telefones celulares ou a internet, surgiu, muitas vezes rotulados coletivamente de "cyberbullying". Uma definição correspondente de cyberbullying, é um ato agressivo e intencional realizado por um grupo ou indivíduo, usando formas eletrônicas de contato, repetidamente e ao longo do tempo contra uma vítima que não pode facilmente se defender."

Na primeira fita Hannah relata em detalhes, como sofreu o cyberbullying. Hannah sofreu vendo suas fotos sendo espalhadas e enviadas, com a rapidez tecnológica que por muitas vezes nos auxilia e por muitas vezes nos aniquila. Precisamos falar sobre Cyberbullyng e o impacto que isso gera na saúde mental de crianças, adolescentes e adultos. Hoje o Cyberbullyng é uma das formas mais comuns de violência, porque as redes sociais junto com muitos padrões fazem com que qualquer ou quaisquer pessoas que não se enquadrem nesses padrões, sofram muitas consequências. E como também a internet tem um espaço ilimitado, as informações circulam muito mais rápido e alcançam muito mais espaços.

E por conta dessas mensagens terem um alcance muito maior, fica muito difícil identificar os agressores, o que aumenta o sofrimento e o sentimento de impotência da vítima.

Mensagens, compartilhamentos, fotos e comentários inapropriados e preconceituosos são sim Cyberbullyng, e devem ser combatidos. NÃO SEJA UM PORQUE!

2° FITA: Hannah Baker foi acusada injustamente. Em sua segunda fita, Hannah trás uma reflexão essencial, que é sobre a importância do diálogo, sobre a importância de ouvir o que as pessoas tem a dizer e não sair os acusando sem ter certeza. E mais uma vez as consequências que os boatos podem gerar.

A segunda fita nos apresenta também, que a violência quando não combatida pode gerar uma bola de neve, que se soma a muitas outras violências. O que todos sabemos que no contexto escolar, isso se prolifera ainda mais. Então, Hannah sofre sua primeira violência física, um tapa, que para muitos pode parecer "pouco" ou um tanto "exagerado", mas que em um contexto de vulnerabilidade pode ser sim, um fator agravante.

Não se deixe influenciar por boatos e não seja conivente a violências. Seja um amparo para seu amigo que está em um contexto de violência e nunca o vire as costas para se encaixar ou se enquadrar em algum grupo. NÃO SEJA UM PORQUE!


A série foi muito inteligente e conseguiu passar toda angustia e sofrimento que Hannah sentiu, para os telespectadores. Todos nós que assistimos, fomos um pouco da Hannah em algum momento. Irei postar no blog os outros motivos, contextualizando um pouco sobre as violências que ela sofreu, para que não se deixe para depois, para amanhã ou para setembro. Nós precisamos falar sobre Hanna Baker, nós precisamos falar sobre suicídio, nós precisamos combater o suicídio. Precisamos ser educados, para não nos tornarmos um porque. #nãosejaumporque


Como citado no blog "Cyberbullying: its nature and impact in secondary school pupils", você encontra o artigo completo em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1469-7610.2007.01846.x/full

3
Comentários
Compartilhe com os amigos

Comente pelo Facebook!

3 Comentários

  1. Olá tudo bem
    Não aguento mais falar desta série rsrs.
    Eu já li o livro amei, mais a série nao quero assistir pois fiquei de saco cheio de tanto ouvir flar da série kkk
    Mais entedo o porque te tido isso é série trás um tema muito forte.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Não conheço o livro, mas comecei a acompanhar a série e assisti quatro episódios até o momento. O assunto abordado é importante e leva à reflexão. Os pais devem ficar atentos ao comportamento dos filhos. Na minha cidade uma moça de dezessete anos se suicidou recentemente.

    ResponderExcluir
  3. ainda preciso concluir a série pra tirar minhas próprias conclusões... a série é um boom nos ultimos dias, e preciso digerir com calma pra não me precipitar a respeito...

    de qualquer forma, acho válida as reflexões que ela levanta...
    bjs...

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *